Empresa de tecnologia do PCT Guamá recebe R$ 100 mil em primeiro empréstimo coletivo do país

adminNotícias0 Comments

2

A Inteceleri – startup/empresa de tecnologia voltada para a criação de projetos, soluções e ferramentas que visam melhorar a qualidade da educação, em especial no nível do Ensino Básico, acaba de receber aporte financeiro da SITAWI Finanças do Bem. Foi a primeira empresa de impacto social do Brasil a receber o aporte num processo de captação fechada, conduzido pela Sitawi através da plataforma online Broota Brasil, que consolidou um crowdlending (empréstimo coletivo de investidores).

A empresa passou por um processo de análise, que consistiu na compreensão do seu modelo de negócio, situação financeira e impacto social gerado. Além do aporte financeiro, a Inteceleri contará com acompanhamento do negócio ao longo do empréstimo, para mensurar os indicadores de impacto. Esse é o primeiro investimento que a startup/empresa capta e o aporte será direcionado ao aplicativo “App Aluno Explorador VR”, focado no ensino de geometria.

O projeto apresenta um ambiente virtual, em que o aluno consegue identificar diferentes formas geométricas regulares e é capaz de ver a materialização das formas em 3D, 2D em espaços turísticos como a Torre Eiffel e o Relógio Big Ben, podendo visualizar, de maneira lúdica e na prática, a aplicação de conceitos de geometria. O aplicativo também conta com a utilização do MiritiBoard VR, óculos de realidade virtual que utiliza a palmeira de miriti/buriti como matéria-prima. “Estamos felizes com a consolidação de nossa primeira rodada de investimento. Agradecemos a SITAWI e aos investidores que estão apostando em nossos projetos. Sem dúvida, o maior ganho que teremos são o conhecimento, as experiências de negócios e a convivência com uma equipe altamente capacitada e comprometida. Para nós, é um orgulho fazer parte deste ecossistema, que trabalha para gerar impacto social e acreditamos que, com a inserção de inovações tecnológicas na educação, contribuiremos para uma transformação do futuro do nosso país”, destaca Walter Junior, sócio da Inteceleri.

Fomento – A SITAWI é uma Organização Social de Interesse Público (OSCIP), pioneira no desenvolvimento de soluções financeiras para impacto social e na análise da performance socioambiental de empresas e instituições financeiras. Fundada em 2008, conta com sede em São Paulo e escritório no Rio de Janeiro. Sua atuação está estruturada nos programas Finanças Sociais (Gestão de Fundos Filantrópicos, Empréstimos Socioambientais e Contratos de Impacto Social – CIS)) e Finanças Sustentáveis (Consultoria em Finanças Sustentáveis e Pesquisa ASG).

Crowdlending – Tradicionalmente quando um microempreendedor precisa de um empréstimo para investir em seu negócio, ele recorre os bancos e acaba se deparando com um ambiente restritivo ou discriminatório, altas taxas de juros e uma burocracia complicada que o impede de evoluir.

O crowdlending é um tipo de financiamento coletivo de investidores privados através de projetos de negócios de empréstimo. Nesse caso, o apoiador também é visto como investidor, pois recebe rendimento financeiro sobre o seu empréstimo. Estamos falando sobre os valores a serem devolvidos, com juros, onde a empresa paga a dívida através de prestações mensais ao longo do período acordado.

Sinergia – A aproximação do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá) com a Inteceleri ocorreu em 2015, quando a startup/ empresa ainda funcionava no centro da cidade. Na época, a startup/empresa aderiu ao Guamá Business, unidade de negócios criada para disponibilizar serviços a empreendedores que buscam aceleração de projetos, ideias e negócios inovadores. “Todas as empresas que se instalam fisicamente no PCT Guamá contam automaticamente com o suporte, que também pode ser acessado por empresas externas ao Parque, por meio de uma taxa anual de adesão”, destaca Milkson Campelo, Coordenador de Atração e Consolidação de Empreendimentos do PCT Guamá.

Atualmente, a empresa ocupa uma das salas de 100m² do 3º andar do prédio Espaço Inovação. Ao chegar ao PCT Guamá, possuía 6 colaboradores e, em apenas 1 ano e 10 meses, aumentou a equipe para 20 colaboradores, entre contratados, estagiários, consultores e parceiros.

Ao falar sobre como a residência dentro do PCT Guamá colaborou para o estágio atual da empresa, Walter frisou: “Temos convicção da força e importância dos projetos da Inteceleri e que encontraríamos retorno positivo estando em outra sala ou espaço dentro ou fora da cidade, mas procuramos o PCT Guamá, pois acreditamos na força dessa conexão. Saber que existia um local onde empresas e laboratórios de base tecnológica estavam se unindo e se fortalecendo fez criar a vontade de estar perto desse movimento. Estar nesse ambiente faz parte do posicionamento de nossa marca e é inquestionável que há muitos frutos nessa parceria”, analisa.]

Conheça outro projetos da Inteceleri.

Conheça mais sobre negócio s de impacto aqui.

Serviço

Mais informações sobre as oportunidades no PCT Guamá em: www.pctguama.org.br; cace@fundacaoguama.org.br; (91) 3321-8900.

Foto: Acervo Inteceleri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *