PCT Guamá recebe visita de representantes do Banco da Amazônia

adminNotícias0 Comments

Untitled design

Na manhã do último dia 30, o Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá) recebeu a visita da diretoria do Banco da Amazônia. Articulada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), a visita integra uma agenda que tem o objetivo de aproximar o parque tecnológico da sociedade e de setores que a representam. A visita contou com a presença do diretor presidente do Banco da Amazônia, Marivaldo Gonçalves de Melo e de sua equipe de gestores, do titular e da adjunta da Sectet, Alex Fiúza de Mello e Maria Amélia Enriquez, e do diretor presidente da Fundação Guamá, Antônio Abelém.

Os representantes do Banco da Amazônia foram recebidos no auditório do prédio Espaço Inovação por Alex Fiúza de Mello que esclareceu o processo da criação do parque tecnológico e a importância do empreendimento para um desenvolvimento pautado na economia do conhecimento. “Imaginem vários espaços nos quais acontece pesquisa aplicada e o compartilhamento de tecnologia e informação. Assim cria-se um ambiente propicio também para que empresas sejam fortalecidas por esse conhecimento acadêmico e se tornem capaz de exercer suas atividades com inovação. Nosso objetivo é que que os setores empresariais possam ver in loco o grande potencial do que é realizado aqui. Este é o único parque tecnológico da Amazônia com investimento do Estado, conta com uma forte parceria da universidade, reunindo em um mesmo lugar empresas e laboratórios de pesquisa, conferindo competitividade mundial para o Pará”, disse o secretário.

Em seguida, a comitiva seguiu para o Laboratório de Óleos e Vegetais e Derivados para conferir os estudos conduzidos e os principais gargalos encontrados pelos pesquisadores; para o Núcleo Núcleo de P&D em Telecomunicações, Automação e Eletrônica (Lasse/UFPA); para o Laboratório de Engenharia Biológica (Engebio/UFPA); e para o Centro de Valorização de Compostos Bioativos da Amazônia (CVACBA), onde foram apresentadas as principais pesquisas desenvolvidas para melhorar a qualidade da produção estadual de açaí e cacau.

Os representantes do Banco da Amazônia também conheceram ainda a sede de outros empreendimentos instalados no prédio, como o laboratório Maker FAB LAB Belém e a startup Casa de Várzea que trabalha no projeto de uma nova tecnologia de casas flutuantes como solução para famílias que vivem em áreas sujeitas a enchentes.

Durante a visita os diretores do Banco da Amazônia se mostraram bastante entusiasmados com o nível das pesquisas desenvolvidas e número de ações e projetos inovadores em apenas 1 ano de funcionamento do Espaço Inovação. “Fiquei extremamente feliz pela possibilidade de poder integrar o Banco da Amazônia que tem tem a missão de desenvolver a Amazônia de forma socialmente justa a projetos que reconhecem que a riqueza da Amazônia vem de nossa floresta e de sua preservação. Toda a sociedade precisa estar ciente das soluções desenvolvidas aqui. Da mesma maneira vale citar que o Banco da Amazônia possui linhas de crédito destinadas a empreendimentos inovadores mas com pouca demanda. Acredito que a partir desse empreendimento, criaremos muitas demandas para agregar valor aos produtos da Amazônia.” Disse o presidente do Banco da Amazônia, Marivaldo Gonçalves de Melo.

Foto: Alcilene Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *