JANEIRO
14 de janeiro de 2019 | Segunda-feira
Palestra Ética: a nova fronteira da tecnologia
Horário: 10h às 12h
Local: Prédio Espaço Empreendedor – Sala de Treinamento (Unidade 211 – 1º andar)
Inscrições gratuitas no link: http://bit.ly/palestraPCT_etica_a_nova_fronteira_da_tecnologia

Resumo: Atualmente, ética é considerada o “novo verde”. Inúmeras companhias, ONGs e Governos já entenderam a importância de colocar o ser humano no centro do nosso desenvolvimento tecnológico. Isso implica o entendimento não apenas dos valores humanos mas também a incorporação deles em todos os produtos tecnológicos, seja software ou hardware. Se a tecnologia é desenvolvida sem essa consideração, certamente vai impactar negativamente o nosso cotidiano. Na verdade, já estamos testemunhando esse impacto na atual tecnologia, com vários exemplos de violações de direitos humanos. Essa tendência tende a crescer se nós, enquanto sociedade global, não promovermos uma ampla conversação e alcançarmos um acordo. Felizmente, organizações como o Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) e a Organização das Nações Unidas (ONU) estão desempenhando um papel pró ativo nesta discussão. Nesta palestra, pretendo apresentar um resumo sobre as iniciativas da IEEE e da ONU e também compartilhar informações sobre como se juntar a esses esforços globais. Minha principal mensagem é que precisamos ser protagonistas de nossas vidas!

Edson Prestes
Bacharel em Ciência da Computação pela UFPA, em 1996, Mestre e Doutor em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em 1999 e 2003, respectivamente. Atualmente é professor e líder no Phi Robotics Research Group do Instituto de Informática da UFRGS. É membro sênior da IEEE; membro da IEEE Sociedade de Robótica e Automação (IEEE RAS); e da Associação de Normalização (IEEE SA). Nos últimos anos, tem trabalhado em diferentes iniciativas internacionais relacionadas com Normalização, Atividades Humanitárias, Robótica e Ética. Nestes grupos, desempenhou vários papéis, como o de Vice-Presidente Associado no Conselho de Atividades Industriais da IEEE RAS; vice-presidente do Comitê Permanente para Atividades de Normas da IEEE RAS; presidente da IEEE RAS/SA P7007 – Padrões Ontológicos para Ética na Robótica e Grupo de Trabalho em Sistemas de Automação; membro do da iniciativa global do IEEE em Ética de Sistemas Autônomos e Inteligentes; membro do Grupo de Tecnologia Humanitária da IEEE RAS; membro do MIT/IEEE CXI – Concelho Global de Inteligência Estendida; membro do Comitê Acadêmico da Zhejiang University Robotics Institute – China; membro na EP3 Foundation e membro da Aliança Europeia de Inteligência Artificial. Recentemente, o Secretário Geral da ONU, sr. António Guterres, convidou Edson para ser membro do Painel de Alto Nível em Cooperação Digital da ONU, co-presidido por Ms. Melinda Gates e Sr. Jack Ma.

__

Inscrições até 18 de janeiro: Disrupt – Programa de Pré Aceleração 2019
Período: fevereiro a junho de 2019
Realização: Bruna Barbosa, residente PCT Guamá
Mais informações: http://tudosobrestartups.com.br/disrupt2019/

 

FEVEREIRO

11 a 15 de Fevereiro de 2019 | Segunda a sexta
Curso de Análise de Imagens Orbitais

Carga Horária: 40 h
Horário: 8h às 12h e das 14h às 18h.
Realização: Solved – empresa residente no Espaço Inovação do PCT-Guamá
Investimento: R$ 525,00

Pré-Requisitos: é desejável que o aluno tenha noções de lógica de programação, JavaScript e que traga seu próprio notebook.

Objetivo: permitir ao aluno familiarize-se com uso de imagens digitais dentro da plataforma de processamento de imagens Google Earth Engine (GEE). O curso cobrirá conceitos básicos de sensoriamento remoto e algumas das principais rotinas de programação da plataforma Google. Concluídas as aulas, o aluno deve ser capaz de entender a diferença entre radiância e reflectância, carregar imagens com as unidades de interesse (radiância ou reflectância, por exemplo), fazer composições coloridas, seja em falsa cor ou cor verdadeira, identificar tipos de cobertura terrestre com base em características espectrais, criar e interpretar índices de vegetação, classificar padrões de cobertura, analisar estatisticamente seus dados e por fim exporta-los.

Mais informações e inscrições: https://solved.eco.br/shop/inicio/25-introducao-gee.html